26 janeiro 2006

CARTILHA SOBRE OS DIREITOS DO ALUNO

Para o professor e o profissional do ensino
educaforum@hotmail.com

O ALUNO É O CENTRO DA ESCOLA

Ela existe em função do aluno

O aluno precisa da escola:
para aprender
para se desenvolver
para fazer amigos
para conhecer o mundo
para entender a vida
para projetar o seu futuro
para contribuir com o seu país

Por isto, ele tem o direito de:
permanecer na escola
ser respeitado para aprender a respeitar
ter um ensino de qualidade
esclarecer suas dúvidas
receber orientação de seus mestres
dizer o que pensa sem medo de não ser aceito
dizer o que gosta sem medo de ser discriminado

O aluno é um ser humano em formação. Ele precisa aprender a ter responsabilidade

Todos os alunos são diferentes

Mas eles têm direitos iguais

Nem todos têm família estruturada

Mas todos merecem respeito.


Pense no aluno...

...Como se fosse seu filho

O aluno precisa da escola
Se acreditamos que é indispensável o aluno freqüentar a escola, então esta é um lugar especial que precisa ser considerado e valorizado. É muito triste ouvir professores referirem-se à escola onde dão aula com termos pejorativos ou compará-la negativamente em relação à escola de seus próprios filhos. Pior ainda é dizer ao aluno que seus estudos não vão lhe adiantar de nada, que ele não terá chances de competir com alunos de escola particular – mesmo que seja verdade. Não cabe ao professor julgar a escola, mas fazer a sua parte para que o nível do ensino seja o melhor possível.
Frases que alunos e pais já ouviram da boca de profissionais do ensino:
- Escola pública era boa quando eu estudava. Agora é tudo uma porcaria!- Graças a Deus estou para me aposentar e sair desta droga de escola!- Quem mandou o senhor matricular seus filhos em escola pública? Os meus estudam no Colégio X.- Seu pai desistiu de você: matriculou você em escola pública...- Há trinta anos essa escola está assim e não vai mudar!- Com a atual política de ensino, a escola pública virou um depósito de alunos.- Se seu pai tivesse que pagar sua escola você teria mais interesse!

1. para aprender
A escola pode fazer diferença na vida do aluno, principalmente daquele que não recebe em casa estímulos culturais. É um espaço onde ele pode adquirir todo tipo de conhecimentos e valores e é importante que a proposta educacional seja clara e atualizada, respeitando a individualidade de cada aluno. Isto exige muita competência por parte da Secretaria de Educação e grande comunicação em todos os níveis, principalmente entre escola e comunidade. Para aprender, o aluno deve estar motivado e as aulas precisam ser interessantes, voltadas para a vida. O professor também precisa ser aprendiz, atualizar-se constantemente, ter interesse no ensino e humildade suficiente para admitir que pode aprender alguma coisa com seus alunos. O mais importante é ele ser paciente, não se negar a repetir e aceitar que sua explicação pode não ter sido suficientemente clara ou adequada ao repertório dos alunos. Cada um deles aprende de forma diferente e o professor precisa, também, ter conhecimentos de psicologia. Isso faz parte do curriculum das licenciaturas, mas parece não ser suficiente...
Frases que alunos e pais já ouviram da boca de profissionais do ensino:
- Não vou mais repetir explicação para vagabundo!- Quem não prestar atenção não vai ter direito a outra explicação!- Já vou apagar a matéria da lousa e quem não tiver copiado, azar!

2. para se desenvolver
O ser humano não desenvolve apenas o físico e o raciocínio lógico, mas também sua sensibilidade, a ética, o sentimento de justiça, enfim, todos os seus valores. Esse desenvolvimento ocorre principalmente na infância e na adolescência. O adulto – especialmente quando representa autoridade – é referência para a criança e o jovem. Se os adultos oferecerem referências positivas a esses seres em formação, suas condições de desenvolvimento serão melhores. O professor não ensina apenas matemática, português, ciências ou educação física; ele também expõe ao aluno sua personalidade, sua visão de mundo e seus valores. Se o professor se mostrar desinteressado, mal humorado ou impaciente, poderá influenciar o aluno de forma negativa. Se ele tratar o aluno com arrogância, violência ou preconceito, poderá interferir na auto-estima e prejudicar seu desenvolvimento.
Frases que alunos e pais já ouviram da boca de profissionais do ensino:
- Você é burro e não vai entender mesmo! Faz favor de copiar da lousa e decorar a matéria!- Até um aluno da quarta série faz isso melhor que você!- Vamos parar com a viadagem aí nesse canto?- Esta classe é a pior de todas!- Eu falei pra sua mãe te ajudar a fazer a lição de casa! Será que ela também não aprendeu nada na escola?- Você voltou de novo sem uniforme?! Da próxima vez não vai entrar na sala de aula. Se a sua mãe não tiver dinheiro pra comprar, ela deve ir explicar na diretoria.

3. para fazer amigos
Na escola, a criança considera amigos todos aqueles que a tratam com simpatia, justiça e solidariedade. Mas poderá se afastar daqueles que gritarem com ela, que a discriminarem, que a perseguirem, sejam colegas ou professores. Ela poderá também desenvolver antipatia por colegas que forem discriminados ou vítimas de preconceito. Professores e alunos são seres humanos, têm suas simpatias e antipatias. Por isso mesmo, o professor, como adulto e autoridade, precisa evitar tomar partido contra algum aluno, pois poderá prejudicá-lo e afastar dele os colegas. Ao perseguir um aluno, o professor pode provocar sentimentos de revolta e fazer com que ele se afaste definitivamente da escola.
Frases que alunos e pais já ouviram da boca de profissionais do ensino:
- Esse aluno é uma laranja podre que contamina as outras!- Fique longe daquela menina: ela não presta! Você tem personalidade fraca!- Na minha escola não admito alunos como você!- Esse aluno é maconheiro, discrimino mesmo!- Não é seu filho, não: ele é bem-comportado. Os moreninhos é que estragam a classe!

4. para conhecer o mundo
Espera-se que a escola dê ao aluno uma pequena amostra de tudo o que o ser humano já descobriu no universo, que ela desperte a "paixão de conhecer o mundo". Para que isto aconteça, a proposta educacional precisa ser clara e atualizada, a escola precisa ter biblioteca, laboratórios e outros equipamentos. Não faz sentido o aluno ficar decorando as datas das guerras púnicas, quando o homem já iniciou viagens espaciais. Se é impossível para o ser humano memorizar todas as informações que recebe, cabe ao professor fazer a seleção e mostrar o nexo entre os conhecimentos. Afinal, a informação é que deve servir ao ser humano e não vice-versa.
Frases que alunos e pais já ouviram da boca de profissionais do ensino:
- Eu também tive que decorar tudo isso quando estava na escola!- Pensa que estudar é moleza? Pra passar de ano precisa ralar!- Veio à escola pra estudar ou pra vagabundear?

5. para entender a vida
O primeiro dia de aula pode ser traumatizante ou estimulante, dependendo do que a criança e o adolescente encontrarem e entenderem. Se for um ambiente inóspito e incompreensível, eles poderão começar a perder sua confiança no mundo, no adulto e na vida. A construção do conhecimento é uma conquista diária e se faz passo a passo. Todos os dias, a escola precisa ser um ambiente de esclarecimento e motivação. A escola não pode ser o lugar onde a criança e o jovem enterram sua alegria de viver, que é característica de quem não perdeu a curiosidade natural e o interesse pela vida.
Frases que alunos e pais já ouviram da boca de profissionais do ensino:
- Silêncio: aqui só falo eu e vocês escutam!- Não tem nada para entender: matemática é decoreba!- Seu filho tem dificuldade para entender a matéria. Leve-o ao psicólogo!

6. para projetar o seu futuro
A criança e o adolescente vivem o presente, pouco entendem e se preocupam com o futuro. Esse anseio se manifesta com o desenvolvimento dos interesses, ao ver que é possível adquirir cada vez mais conhecimentos e participar da vida em sociedade. Nada pode ser pior do que negar perspectivas para o futuro a uma criança ou a um jovem. Muitos professores imaginam que estão incentivando seus alunos a lutar, dizendo-lhes que o futuro é sombrio, que eles não terão chances de competir com seus pares e muito menos com os alunos da escola particular. Esse tipo de comentário surte o efeito contrário, podendo atirar a criança e o adolescente em um estado depressivo ou melancólico. Assim, em vez de perceber o futuro como a época de colocar em prática seu aprendizado e adquirir experiência de vida, poderão tornar-se adultos passivos e amargos.
Frases que alunos e pais já ouviram da boca de profissionais do ensino:
- O que vocês aprenderam aqui não vai lhes servir para nada!- Competir com alunos da escola particular? Sem chance!- Vocês não têm chance de entrar em faculdade pública!- A escola é ruim porque o governo não quer que vocês aprendam nada!

7. para contribuir com o seu país
A escola precisa mostrar ao aluno a realidade do seu país, através da história, da geografia e de atualidades, para que ele possa amá-lo, encontrar seu lugar dentro dele e contribuir para o seu desenvolvimento. Comentários pessimistas e amargos, sem apontar perspectivas ou soluções, criam ansiedade e sentimento de impotência. O Brasil é um país que ainda está longe de ter desenvolvido suas potencialidades e grande parte da população ainda é carente em suas necessidades básicas. Por isso é muito importante estimular, na criança e no adolescente, o interesse e o amor pelo País, evitando seu desencanto.
Frases que alunos e pais já ouviram da boca de profissionais do ensino:
- Este País não tem mais jeito!- Neste País nada presta, começando pelos políticos.- Se quiserem ser alguém na vida, mudem para outro país!

POR ISTO ELE TEM O DIREITO DE
Os direitos da criança e do adolescente estão bem definidos no Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA, que precisa ser não apenas distribuído, mas estudado e comentado nas escolas, pois foi elaborado para proteger a infância e a juventude dos crimes de que é vítima e dos quais não tem idade e maturidade para se defender sozinha.
Frases que alunos e pais já ouviram da boca de profissionais do ensino:
- Essa indisciplina de hoje é culpa do ECA!- Conselho Tutelar só serve para atrapalhar!- Precisa mesmo reduzir a idade penal pra colocar esses pivetes atrás das grades!

1. permanecer na escola
Quando um aluno vem de família estruturada, dificilmente abandona a escola. Quando não, depende do professor manter o estímulo e favorecer sua permanência. Se o aluno for considerado "problema", pode surgir uma tendência do corpo docente para querer livrar-se dele e solicitar transferência para outra escola. Isso, porém, não resolve o problema, apenas o transfere para outra escola, muitas vezes no mesmo bairro. O aluno que pára de estudar é um sério candidato à marginalidade. Dessa forma, se a escola não procura mantê-lo e integrá-lo à comunidade, torna-se co-responsável pelo aumento da violência na sociedade.
Frases que alunos e pais já ouviram da boca de profissionais do ensino:
- Se sua mãe não quer saber de você, eu menos ainda!- Esse aluno é um maconheiro, precisa mudar de escola, pra encontrar sua turma!- Se sua mãe não comparecer amanhã com esta advertência assinada, vou solicitar sua transferência de escola!

2. ser respeitado para aprender a respeitar
Muitas vezes o adulto, inclusive o professor, exige da criança e do adolescente uma maturidade que eles não têm condições de possuir, por estarem em fase de desenvolvimento. É próprio da criança e do adolescente imitar o adulto e reagir de acordo como são tratados. Em especial, o adolescente não consegue passar por cima de provocações e insultos. O professor que tem o hábito de chamar os alunos de "cavalo", "QI de ameba" ou "demente" não pode se queixar se ele responder no mesmo nível.
Frases que alunos e pais já ouviram da boca de profissionais do ensino:
- Não dou mais aula para cavalo!- Vocês são todos animais!- Nesta classe tem gente muito poderosa: mamãe é da APM, papai é do Conselho de Escola e a diretora fica passando a mão na cabeça de vocês. Mas, para mim, vocês não passam de um monte de m...!- Sua mãe não tem umas roupas pra lavar, em vez de vir na escola fofocar com a diretora?

3. ter um ensino de qualidade
A qualidade do ensino, às vezes, independe da proposta educacional. Muitas propostas são boas, mas o que faz a diferença é a qualificação e a adesão dos profissionais do ensino. Muitas vezes, os professores se negam a seguir ou até boicotam uma boa proposta educacional. No Brasil, onde o analfabetismo ainda não foi erradicado, o importante é fazer os maiores esforços no sentido de alfabetizar os alunos da maneira mais abrangente possível. Exige-se também do professor um esforço especial para aprimorar-se.
Frases que alunos e pais já ouviram da boca de profissionais do ensino:
- Tenho vinte anos de magistério e ninguém nunca me chamou a atenção antes!- Não admito uma coordenadorazinha recém-formada querer me ensinar como devo dar aula!- Essa coordenadora quer inventar moda e vai se dar mal!- Pelo salário que eu ganho a aula é muito boa!

4. esclarecer suas dúvidas
O aprendizado não é um processo linear. Muitas vezes o aluno compreendeu apenas uma parte da matéria e falta alguma explicação para ele entender o resto. Outras vezes, a classe está irrequieta e alguns alunos não conseguem prestar atenção na explicação do professor. Outros não estão interessados e preferem conversar. Dar aulas é uma profissão difícil, exige paciência, entusiasmo e psicologia. Negar explicação para um aluno pode criar nele um desinteresse permanente e até levá-lo a querer abandonar a escola.
Frases que alunos e pais já ouviram da boca de profissionais do ensino:
- Já expliquei uma vez e não explico mais!- Quem mandou ficar conversando na hora da aula?- Não sou pago para repetir!

5. receber orientação de seus mestres
Alguns alunos são tímidos ou têm dificuldade em fazer escolhas. Muitas vezes, não conseguem se enturmar e têm dificuldades para fazer trabalhos em grupo. O professor e o coordenador pedagógico podem ajudar muito com sua orientação, sem, porém, criar desestímulo ou desânimo.
Frases que alunos e pais já ouviram da boca de profissionais do ensino:
- Você tem que aprender a se virar. A vida é assim mesmo!- É melhor você fazer o trabalho sozinho. Melhor só do que mal acompanhado!- Vocês que gostam de matemática, sim, serão os vencedores na vida!- Seu filho não tem jeito para o estudo. É melhor tirá-lo da escola e arrumar um trabalho para ele.

6. dizer o que pensa sem medo de não ser aceito
A liberdade de expressão é um direito garantido pela Constituição, mas dificilmente é levada em conta na escola. Em geral, a criança e o adolescente são considerados seres não-pensantes e não são incentivados a desenvolver integralmente seu raciocínio. Muitas vezes, quando eles tomam coragem para expressar seu pensamento, recebem críticas contundentes que os inibem a fazê-lo novamente.
Frases que alunos e pais já ouviram da boca de profissionais do ensino:
- Cala a boca: você não tem idade para entender desse assunto!- Quem fala aqui sou eu! Vocês só escutam...- O que você falou é absolutamente ridículo!- Nunca ouvi nada tão idiota!

7. dizer o que gosta sem medo de ser discriminado
Aluno que gosta de poesia e aluna que gosta de esportes pesados podem ser ridicularizados por professores ou colegas. Os profissionais do ensino precisam ter o cuidado de não alimentar preconceitos em sala de aula.
Frases que alunos e pais já ouviram da boca de profissionais do ensino:
- Seu filho fica sempre no meio das meninas. Tome cuidado com ele...- Agora só falta você usar saia!- Desde que sua filha começou a jogar futebol ela ficou muito mal-educada!

O aluno é um ser humano em formação
Ele precisa aprender a ter responsabilidade
O aprendizado da responsabilidade é um caminho longo que exige esclarecimento. Os profissionais da educação precisam empenhar-se em mostrar ao aluno que cada um é responsável pelos seus atos, sem estimular injustiças e provocar baixa auto-estima.
Frases que alunos e pais já ouviram da boca de profissionais do ensino:
- Você ficou vagabundeando o ano inteiro. Bem-feito repetir de ano!- Quem mandou você fazer amizade com Fulano? Agora você ficou de recuperação!- Esqueceu a caneta? Não vou deixar fazer a prova!

Todos os alunos são diferentes
Ensinar para alunos de origens, interesses e inteligência diferentes é uma arte. O professor precisa saber administrar as diferenças, para não ferir a sensibilidade dos alunos e não provocar sentimentos negativos.
Frases que alunos e pais já ouviram da boca de profissionais do ensino:
- Fulano é o primeiro da classe!- Sicrano é muito mais inteligente do que você!- Não adianta: você não vai ganhar de Beltrano!

Mas eles têm direitos iguais
Às vezes um professor julga seu aluno incapaz de atingir uma determinada meta. Mesmo assim, o aluno tem direito de ter as mesmas chances que os colegas.
Frases que alunos e pais já ouviram da boca de profissionais do ensino:
- É melhor você repetir de ano: você atrasa toda a sua classe!
- Seu filho já é repetente. É melhor a senhora matricular ele no noturno, com alunos da idade dele!
- Não admito aluno medíocre na minha escola!

Nem todos têm família estruturada
O aluno que vem de família desestruturada dá mais trabalho, mas a satisfação de ver seus progressos pode ser maior.
Frases que alunos e pais já ouviram da boca de profissionais do ensino:
- Tua mãe não te deu educação?
- Eu não sou babá de criança sem educação!
- Eu já tenho dois filhos para criar, não tenho obrigação de te educar!
- Já disse que você só vai voltar para a sala de aula depois de sua mãe assinar a advertência!

Mas todos merecem respeito
Todo ser humano merece respeito, principalmente aquele que não ainda não sabe se defender e aquele que não conta com o auxílio de familiares para protegê-lo.
Frases que alunos e pais já ouviram da boca de profissionais do ensino:
- Por mim, você pode ir para o inferno!
- Não fui eu que te pus no mundo!
- Quero que você se f.....!

Pense no aluno...
Mesmo que o professor tenha muitos alunos, ele precisa esforçar-se para pensar em cada um, conhecê-lo e compreender suas dificuldades, para ajudá-lo. Se o professor estiver tão sobrecarregado a ponto de não conseguir distinguir um aluno do outro, entendemos que o problema é do sistema, que trata seres humanos como se fossem objetos ou máquinas.
Frases que alunos e pais já ouviram da boca de profissionais do ensino:
- Tenho 150 alunos e nenhuma obrigação de lembrar de cada um!- Eu vou lembrar do trabalho que você me entregou?!- Não sei quem é seu filho, só lembro dos melhores. Ele deve ser um mau aluno!

...como se fosse seu filho
A profissão de educador exige mais dedicação do que qualquer outra. Como pais de alunos, reconhecemos esse esforço e ficamos sempre muito felizes quando os professores e os outros profissionais do ensino tratam nossos filhos como se fossem seus próprios. Aproveitamos a oportunidade para fazer uma homenagem a todos aqueles que deixaram saudades e boas lembranças!

EducaFórum
PAIS, ALUNOS, EDUCADORES E CIDADÃOS QUE LUTAM
PELA ESCOLA PÚBLICA E PELA CIDADANIA

44 comentários:

fernanda disse...

Sou aluna de uma escola particular(Escola Técnica de Formação Gerencial Theotonio Baptista de Freitas- SEBRAE- Pedro Leopoldo), gostaria de saber quais são meus direitos como aluna, já que venho sofrendo por atitudes de um professor de administração que é indiferente comigo, mostra ter algo contra mim, não registra ops conceitos dos alunos durante o ano, e por isso aplica recuperações injustas. Não é a primeira vez que acontece comigo, e também não sou a única aluna que sofre com essas situações. Então gostaria de saber como meus direitos podem me ajudar, a quem devo recorrer, efim, procuro uma solução para este caso que já está insustentavel! Aquardo ansiosamente respostas e por favor se possivel no emal: fernandabcaetano@hotmail.com
Meu nome é Fernanda Caetano, tenho 17 anos e estou encaminhando para o 3º ano do ensino médio.

filipe neri disse...

oi meu nome é filipe neri. estudo em um colégio do estado(colégio estadual liceu de caucaia).o que eu quero saber é se a cordenação pode suspender o aluno sem um motivo óbvio.pois eu fui para o colégio, chegando lá tiveram que juntar duas salas(falta muito prfessor), e não cabia mais nenhum aluno na sala.resolví não entrar,pois a sala também estava muito barulhenta, fui chamado para a cordenação.não fui ouvido como devo!e também não foram ouvidos por mim como devem!levei uma suspensão de 3 dias.o que devo fazer ???

Anônimo disse...

oi meu nome é maria estuda na escola estadual Elenita mota em fortaleza fui humilhada perante a sala de aula e toda escola pela diretora por nao estar em uso do uniforme
usou comentarios que foram ofencios a mim falando sobre a minha origem do estado aonde eu vim (sul do parana)da minha pessoa como ser-humano, perante todos dizendo que o povo do sul são todos nojentos, são burros, e que me humilhei para conseguir uma vaga na escola pois pelol q sei todos alunos tem direito de uma vaga.
agora eu lhe pergunto quais são os direitos neste caso?

Anônimo disse...

oi meu nome é maria estudo na escola estadual Elenita mota em fortaleza fui humilhada perante a sala de aula e toda escola pela diretora por nao estar em uso do uniforme
usou comentarios que foram ofencivos a mim falando sobre a minha origem do estado aonde eu vim (sul do parana)da minha pessoa como ser-humano, perante todos dizendo que o povo do sul são todos nojentos, burros, e que me humilhei para conseguir uma vaga na escola pois pelo q sei todos alunos tem direito de uma vaga.
agora eu lhe pergunto quais são os direitos neste caso?

Anônimo disse...

sou uma aluna de um curso técnico noturno e venho sofrendo com abusos de uma professora que simplesmente faz ameaças e provocações, descriminando claramente 03 alunas. ela alega que não vai com a nossa cara...como a lei me ampara neste caso pois não ha como trocar de sala e eu preciso terminar meu curso, quero garantir que ela de a sua aula e me deixe assistir sem ter que ouvir qualquer tipo de ironia. tenho testemunhas...

Rodrigo.f disse...

oi sou Rodrigo da escola E.E.F Maria menezes de serpa venho sofrendo marcação do professor Claúdio do 9º ano ele bota folhetos para nois ler e ameaça agente da sala se um não ler todos ficam sem intervalo ou ficara ate as 6:00 da tarde mais ele em sala lendo ele colocou eu para ler eu disse professor não sou de ler ai ele sentou na cadeira e disse a sala só vai sair para o intervalo se o Rodrigo ler pois meus amigos de sala todos leram junto pra ele ai ele antes de terminar o texto e pediu uma pausa e mandou eu sair de sala ai eu sai mais não sabia o que fazer para falar com a diretora da escola pois ela não tava no cargo da tarde só a noite na escola só tava a cordenadora e cordenador pois eles não acreditam na conversa de aluno como a diretora, pois a diretora vai em sala e conversa com o professor em sala na frente do de todo mundo pra ele aprender respeitar o aluno .....

Rachel disse...

Srs., meu filho estuda no 1° ano do ensino médio e ficou doente, com internação em uma semana e na semana seguinte novamente adoeceu , peguei atestado médico. Na 1ª semana de atestado , ele teria de fazer 4 provas , sendo 3 de 2ªs chamadas e na outra semana perdeu 1 prova do calendário normal . Gostaria de saber na legislaçao os direitos dele , com relação a só fazer as provas quando estiver totalmente estabelecido ( vez que voltará as aulas , porém enfraquecido pelas duas doenças ) ; direito de fazê-las de forma parcelada ( o colégio tem como regra geral fazer todas as provas no mesmo dia ) e direito a reposição das aulas perdidas. Pelo E.C.A. encontro os subsídos ? Constituição Federal ?
Grata,

RACHEL

Anônimo disse...

Boa tarde eu gostaria de saber a respeito de um curso que eu fiz de tecnico de enfermagem e que em 2006 eu terminei a teoria mas a pratica eles nao consegui me dar uma resposta, mas as mensalidades foram todas pagas e no meu comtrato nao fala nada sobre que a escola nao deve me reembolsar mas a escola referece nao ter campo para fazer 100 horas de estagio e isso ja faz 2 anos e eles nao resolve e por isso estou a beira de perder meu emprego so por que a escola nao resolve este impasse pois ja trabalho na area ja faz 5 anos e eles poderiam me dar o certificado ou campo para estagio?
fico grata por ler este email e aguardo uma resposta
Obrigado

Anônimo disse...

Boa noite!!!
Me chamo Viviane silva,cursei na escola estadual Ministro Costa manso o meu ensino médio o ano da minha conclusão foi em 2007,só que no meu 2°ano fiquei de dp em duas matérias que foram Biologia e Geografia,só que isso ja tem dois anos,na época em que estudei morava em são paulo e hoje moro em bauru,fui a são paulo pra ver uma maneira em que eu pudesse cumprir essas disciplinas de uma forma mais prática,fui na escola várias vezes conversei com o coordenador porque a diretora não quiz me atender mais nada resolveram,mal deram atenção ao que eu falava e muito menos pelo fato de estar vindo de tão longe,achei um descazo total...E eu preciso muito desse meu diploma,pra trabalhar e poder fazer uma faculdade eu dependo disso.Queria saber se há alguma maneira mais fácil de cumprir com essas disciplinas no caso e passarem provas e trabalhos,pois acho que não tem necessidade de estudar um ano inteiro dinovo.Aguardo sua resposta Urgênte....
E-mail(viviane_silva1989@hotmail.com)

Anônimo disse...

meu filho estudou para uma prova e quando chegou no colegio era outra prova,a secretaria do colegio colocou a data das provas erradas na agenda,meu filho reclamou com a diretora e ela disse que não podia fazer nada.como fica essa situação

Anônimo disse...

ola, pessoal sou aluno do PREMEN de Picos Piaui, cidade modelo; capital do mel;

kero dizer a vcs ki nessa escola iniciou muito bem, mas foi eliminado uns cursos porq a administraçao nao tem capacidade, e aos poucos a escola ta ficando diserta, o melhor curso ki tinha la era o de manutençao de micro, escte foi eliminado, cruuuuuuueeeeeedadeeeee,

Anônimo disse...

Olá, meu nome é Damaris, estudo na E.E. Oswaldo Catalano - Tatuapé - e gostaria de saber se a diretoria pode obrigar o aluno a usar o uniforme.

Relatarei aqui, a situação em que eu, e os outros alunos sofremos na hora da entrada. A última vez que essa palhaçada aconteceu foi esse mes de junho, mas desde que eu estudo lá (2007) isso vem ocorrendo.
Na última semana de maio o coordenador ou vice-diretor (não sei porque as pessoas chegam na escola, assumem um cargo e ninguém sabe quem é. Ou seja, eles "invadem nossa escola") avisou que na próxima semana ninguém entrava com pelo menos uma peça do uniforme. (como o nosso uniforme é preto e branco, a condição era:
*uma camisa branca e a calça da escola;
*uma camisa preta e a calça da escola;
*a camisa da escola (preta ou branca) e uma calça preta (exceto jeans).
Tudo corria normal até então, até que a vistoria na hora da entrada começou a "relaxar", pois trocaram os inspetores, nisso, o pessoal voltou a entrar sem o uniforme durante duas semanas.
De repente na última quinta feira, acontece uma bagunça na hora da entrada e eles impedem a entrada dos alunos sem uniforme, os alunos entram à força, a coordenadora ou vice-diretoa (não faço a mínima idéia), trancou os alunos dentro da escola, de maneira onde eles não podiam subir para as salas e nem sair da escola. Os alunos que estavam uniformizados entraram, os que não estavam foram levados para o anfi-teatro, onde supostamente levariam uma suspensão (como sempre acontece quando se é encaminhado para esta sala), porém, ninguém levou suspensão, apenas foram humilhados, chamados de "porcariazinhas" e na segunda aula todos foram para as salas de aula. No dia seguinte, pesquisei meus direitos e descobri que obrigar o aluno a usar uniforme é probido. Isso é verdade?

aguardo resposta no e-mail: damaris_maiara@rocketmail.com

Grata!

Anônimo disse...

Ola me Chamo Thalita sou estudante do Colegio jardim Tiradentes em Aparecida de Goiania-GO.

Gostaria de perguntar se nas eleições para Diretor(a) da escola os votos de Funcionarios valem mais do que o voto de Alunos, e por que ?

Relatarei aqui a situação em que eu e outros alunos estao sofrendo durante as aulas do turno matutino.

Ja chegou de acontecer de professor agredir aluno e tbm ser agredido. quero saber direito Quais sao os meu direitos na escola e como posso fazer para anular a eleiçao!!!

Varias vezes ja foram flagrados alunos com droga, armas brancas e de fogo.
Policimanto nunca resolveu e a desordem tomou conta da Escola.
Quero ser orientada a anular a eleicao que ocoreu dia 29/05/2009.

Como faço ?

any caroline disse...

oie minha amiga vai ganhar transferencia sem nunca ter ganhado uma advertencia isto esta certo ???

Anônimo disse...

oi o mmeu sobinho estava coversando com mas três colega na hora da prova ela tomou a prova dos tres vc acha isso certo (professora).....ele ficou sem a segunda nota do tecerro bimesti....mande comentario

victor hugo disse...

Óla sou Victor hugo,estudo na escola Reino encanto.itapipoca/ ceara.
Bom gostariamos de saber quais nossos direitos como aluno pois nosso professor esta agindo ironicamente na sala ele apenas da aulah pra 3 alunos.95% da sala do 1º ano medio dirou notas baixas. queria saber qual o nossos direitos como aluno pra recorrer issoh. quewria saber tahbem se isso podeh? pq mais da metade da sala esta de reprovados!

Anônimo disse...

Olá , sou Mãe de um aluno do Pré- escolar da cidade de Cafelândia - Paraná,gostaria de saber si a escola do município, pode incentivar ou obrigar aos alunos que não são católicos a praticar uma religião, no meu caso Nós somos Cristãos, é na escola eles Rezam pra suas crenças, Mas eu queria saber o que devo fazer, pois Eu ensino ao meu filho a minha crença e tem crianças de outras crenças também na Escola,é não é um Colégio Particular, é Municipal, Pois temos que ser respeitados, é temos direitos Eu acho. Quais são meus direitos como Cristã?.O que devo fazer?

maria disse...

oi,sou mae da estefany roque pereira,meu nome e renata,bom na escola onde ela estuda tem dois munitores um deles e um professor eo outro e um aluno,so que ontem no dia 18/03/2010 na escola isabel arendentora essa aluna que e munitora a funçao dela e anotar o nome dos alunos que fica bagunçando na sala de aula,eu como decusntume levo ela eo irmao para a escola e deicho dentro da sala de aula,ontem essa aluna gritou com minha filha para a sala enteira ouvir foi constrajedor para ela,poque tinha uns alunos fazendo bagunça e rabiscando a louza e ela nao falou nada para eles esim so marcou os nomes deles para ser entregue para professor,e porque ela gritou com minha flha,nao e a funçao dela gritar com os colegas de salas e sim marca os nomes deles,so que tem um problema minha fllha nao estava bagunçando e sim ,ela so lentou de sua mesa e foi mostra seu trabalho de educaçao fisica para sua colega ao lado,essa aluna que e munitora gritou com ela,gostaria de saber qual e o dereito de minha filha em relaçao a esse assunto,eo meu dereito como mae

Rafaela disse...

Oi meu nome é rafaela e gostaria de saber se posso sofrer uma suspensão por ir de pijamas para a escola.
Minha escola pede somente o uso obrigatorio da camisata do colegio deixando a parte de baixo livre; um dia estava com frio e sai de casa vestindo a calça do pijama mesmo e fui suspensa. Gostaria de saber aonde esta escrito que isso é errado.
se puderem por favor me mandem uma resposta no email: rafaela_cavicchioli@hotmail.com
e de preferencia rapido pois estou tentando reverter a situação para que meu curriculo não fique sujo.
obrigada

Rafaela disse...

Oi meu nome é rafaela e gostaria de saber se posso sofrer uma suspensão por ir de pijamas para a escola.
Minha escola pede somente o uso obrigatorio da camisata do colegio deixando a parte de baixo livre; um dia estava com frio e sai de casa vestindo a calça do pijama mesmo e fui suspensa. Gostaria de saber aonde esta escrito que isso é errado.
se puderem por favor me mandem uma resposta no email: rafaela_cavicchioli@hotmail.com
e de preferencia rapido pois estou tentando reverter a situação para que meu curriculo não fique sujo.
obrigada

Anderson disse...

Me chamo Anderson, e sou aluno do Euclides feliciano tardim.colegio publico, e já faz algum tempo que estamos sem professora de matematíca e ingles. E a nossa diretora disse que isso é com o Estado.
oque devemos fazer?

Anônimo disse...

minha professora de ingles ela não tem moral eu num sei nada de ingles pq ela deixa td mundo conversa na aula dela oq eu fasso?

Anônimo disse...

meu nome é raquel e estudo no colegio estadual maria de fatima santana que por alguns anos vem sofrendo uam certa instabilidade tanto na estrutura quanto no ensino gostaria de pedir ajuda á secretaria de educaçao para dar um apoio nisso pois nossas materias estao atrasadas nao tem professores está faltando materia e gostaria que isso fosse solucionado
grata.

leticia disse...

eu sou aluna do colegio poli valente,e minha professora de ciências teve que se afastar e a professora subistituta ,chegou botando queixo dizendo que:ela ñ queria barulho e conversa na aula dela e que ela nao era paga pelo estado para ser agradavel pros alunos ,e que ela era paga para passar o assunto,que ela nao era paga para brincar com aluno!eu7 acho que se ela nao queria zuada era um direito dela mais tratar agente na maior ignorancia,é pq ela quer ser tratada da mesma forma!

leticia disse...

eu sou aluna do colegio poli valente,e minha professora de ciências teve que se afastar e a professora subistituta ,chegou botando queixo dizendo que:ela ñ queria barulho e conversa na aula dela e que ela nao era paga pelo estado para ser agradavel pros alunos ,e que ela era paga para passar o assunto,que ela nao era paga para brincar com aluno!eu7 acho que se ela nao queria zuada era um direito dela mais tratar agente na maior ignorancia,é pq ela quer ser tratada da mesma forma!

Jean Carlos disse...

Olá, eu gostaria de saber se é um direito meu, estudante de uma escola pública, fazer trabalhos sozinhos.
Eu estou no 2° Ano do ensino médio e eu detesto fazer trabalhos em grupo com minha turma, pois gosto das coisas perfeitas, mas o pessoal da minha sala não estão nem ai com as coisas. Eu tenho um professor que não me deixa fazer trabalhos sozinhos, eu poço exigir fazer sozinho? É um direito meu?

Jean Carlos disse...

Me responda pelo email: jean_cekinnel@hotmail.com

Kassia disse...

idiotisse :) :)

cristina sabino disse...

meu filho e um ser humano merece uma segunda chance,pois estão tratando ele com discriminação,tiraram so ele da sala ,de acordo com a lei isso e expor ao ridiculo o adolescente.portanto fere o estatuto do aluno e do adolescente.gostaria que fosse repensado o caso, ou querem que ele virem maarginal,para mais tarde dar trabalho a sociedade oubpessoa do bem.

Brenda santos disse...

A minha professora de geografia xingou de vagabundo os alunos q naum fizeram o trabalho,essa é a primeira vez em que fala isso,mas já disse também q nós naum fomos educados direitos por nossos pais e por esse motivo eramos mal educados.
Queria saber qual é o meu direito pelo fato de ter sido chamada de vagabunda?

Anônimo disse...

Pensar no aluno como se ele fosse meu filho?!!!!!! É impossível! Imagino que você esteja fora da realidade de como os alunos e as escolas estão. A educação está falída,os professores não têm direito a quase nada, e os alunos podem fazer o que querem. Essa é a realidade da educação. Alunos me agridem e eu simplesmente preciso fazer de conta que nada aconteceu, pelo fato de que as testemunhas eram os colegas de sala que jamais deporiam ao meu favor (tudo armado de forma premeditada). O que acontece na "educação" é aluno que não faz coisa alguma o ano inteiro, e no final ameaça o professor e arma de todas as formas pra cima dele, para que de algum jeito ele consiga passar de ano nem que seja com sabotagens.
É triste, lamentável, mas é a REALIDADE. (Palavra de uma professora decepcionada).

Anônimo disse...

oi me chamo alcilene sou estudante da escola charles garciar moro na cidade de parintins estou no nono ano eu queria reclamar que a escola a direitora ela respondeu umdia no ano passado para uma aluna nos irmos para tomar banho de picina mas eu ie minha colega perdemos o onibus e ela falou que era pra nos i a pe ..........porque ela falou isso.

Anônimo disse...

Uma escola particular de educação infantil pode impedir o aluno de assistir aula por ele estar com pediculose? A escola da minha filha mandou um bilhete dizendo que a criança deve comunicar a escola se estiver e ficar afastada para tratamento, isso é certo? Não seria um bullying gerado pela própria escola induzindo a piadas?

Anônimo disse...

Meu nome é **** moro em sao gotardo e estudo na esola Estadual Coronel Oscar Prados
Pois estou no 9° ano do ensino Medio
Pois minha Professora de Mtematica Helenice não sei porque acho que desde qaundo entrei la ela era vice-diretora da escola e não gostava de min desde a 2° serie pois hoje ela e minha professora pois ela e muito sem educação comigo... pois claro eu também sou se me trata com falta de educação então ela sempre me nega explicação minha provas valendo 8,0 pontos eu costumo tirar 2,0 potos ou menos porque?
Porque ela não me explica a materia.
Se trato ela com falta de educação ela nao me pede licensa naoo ela manda eu "CASCAR FORA OU SAIR, SUMIR E TUDO MAIS "
POIS EU QUERIA QUE ISSO MUDASSE PIS SEI QUE EU PRECISO DELA MAIS EU NAO CONSIGO SER EDUCADO COM ELA POIS ELA NA DEMOSTRA UM PINGO DE EDUCAÇÃO POIS SEI QUE ELA TEM RAZÃO MAIS EU TAMBÉM TENHO...

Anônimo disse...

Ola Meus nome é raquel tenho um filho que esta na segunda serie
Bom Meu filho estava na fila do lanche gando chegou um outro aluno e jogou suco nele e o empurrou meu filho empurrou ele de volta depois chegou outro aluno e pulou nas costa dele e começou a bater nele ele se defendeu ai ficou os dois alunos querendo bater em meu filho quando um deles deu um chute meu filho desviou e ele acabou acertando o outro garoto depois da briga foram os 3 para a diretoria e os dois meninos colocaram a cupa no meu filho e um inspetor que não estava la na hora falou que tinha visto o meu filho batendo nos dois meninos. Meu filho relatou a historia para o diretor da escola só que o diretor não quis saber da versão dele e deu 1 semana de suspensão para meu filho
Quero saber quais o direito do meu filho nesse caso e pq só ele levou suspensão sendo que os dois meninos bateram nele
reponda-me por favos para que eu tome uma providencia
Raquel_csp@hotmail.com

leticia queiroz disse...

Olá meu nome é Leticia Queiroz.Bom,eu estudo em uma escola publica de Ceilãndia DF,sou nova nessa escola estou no 2ano e não me adaptei com as pessoas da minha sala pelo fato de já as conhecer e não ter um bom relacionamento com elas. Eu queria poder entrar em uma turma e saber que ali eu iria render.Já tenho pretençao em uma turma. Na minha escola os professores falam que não podem fazer nada pra mudar,mesmo se os pais chegarem lá chorando e eu achei isso um absurdo.Como posso ficar em uma turma onde não me encaicho socialmente? E o principal quero render e por esperiências passadas sei que não vou render se permanecer ali. O que devo fazer acima dos meus direitos? Por gentileza aqui está meu email pode mandar a resposta pra lá porfavor.leticiaxocolaty@hotmail.com

Jéssikinha Calazans disse...

Minha diretora nao queria me mudar de sala disse para encontrar uma maneira de nao precisar sair da minha sala atual. Meu pai ja tinha ido na escola assinado e ela falou que iria ver as condições para depois 'DAR UMA RESPOSTA'' definitiva e nao foi isso que aconteceu, ela me mudou sem ao menos falar comigo. Meu pai mudou o horario no serviço para que eu nao precisasse mudar de sala e a diretora se recusou a me escutar nao deixou eu falar com ela foi saindo dandos as costa para mim e meu pai chegou la e nao foi atendido por ela e ela disse que nao iria me deixar na sala em que eu estava e que eu iria mudar de qualquer jeito. O que eu posso fazer para nao mudar mais de sala?

Anônimo disse...

Olá,Meu nome é Beatriz estou cursando o 1° ano do ensino médio estudo em uma escola estadual, e falta muito professor, tem também os professores que não querem entrar na sala de aula, e eu estou saindo no prejuizo por causa disso. Eu tenho direitos de questionar alguma coisa a respeito disso?

Anônimo disse...

Estou horrorizadas com certas coisas que acontecem nas escolas do nosso pais muito se fala sobre direito a inclusão e acho isso correto porem percebo que muitos profisionais não estão preparados para lidar com algumas situações que acontecem nas escola.Ha crianças que precisam de ajuda por manterem um comportamentos inadequados outros se comportam porem são vitimas de professores estressados que pedem o equilibrio por não consequir dar aula e cuidar de outros cujas a PA vao pra casa mais cedo então me pergundo que lei é essa que dar esse direitos as crianças mais não garante as elas profissionais qualificados assim alunos bons pagam por não terem a atençao do professor que esta focado no outro que é muitas vezes considerado o alunos probema (violenta )é garantindo o direito porem vejo crianças com direitos violados um país despreparado para garantir esse direto de uma maneira que alunos normais e outros com distubios juntas possam aprender de maneiras iguais sem nehum ter os seus direitos violados vejo pais de alunos e professores,diretores muitas vezes se magoando um aos outros com palavras nervosos tentando resolver problemas porque a assitencia demora, a lei é lenta infelizmente por isso peço aos pais que eduque seus filhos ouça e deixer eles falar em duvida va escola se permnecer ouça os amigos dos seus filhos porem não os pudem antes de ter certeza e saber os motivos pela levou o seu que antes gostava de estudar agora reclama do comportamento professor que muitas vez nega a sua conduta o que sera do nosso pais com isso pais sejam mais amigos dos seus conversam com eles ensine-os a fazer cada vez melhores que seijam mais humanos e menos ambiciosos e sim mais humilde que todos se tratem com respeito,iqualda no nosso pais as coisas estão ruins mais ainda podem melhorar se cada um fazer a sua parte sem julgar os outros caso contrario estaremos perdidos.

Anônimo disse...

Tenho dificuldade na matéria de matemática, já falei com a minha professora, mas nada mudou, não entendo do jeito que ela explica, estou no terceiro ano do ensino médio, três anos perdidos nesta matéria...
E meus colegas de classe atrapalham o rendimento escolar, fazem brincadeiras idiotas, grampeiam o próprio corpo, ficam dando murros na parte íntima... pode isso???
bom se eu quiser aprender alguma coisa terá de ser por conta própria... sou do interior de São Paulo...

Layysa Silva disse...

A minha professora de Português deu fim na minha nota da segunda unidade , so que eu não tenho minhas provas desta unidade . E ela se nega a se prontifica , ela passou as notas a limpo e disse pra eu procurar a diretoria e mostrar minhas provas , so que n tenho mais e agora o que eu faço , vou ter que ir mesmo pra recuperação ou tem solução .?

Anônimo disse...

Estudo numa sala mas gostaria de mudar de sala de aula na escola,gostaria de saber se é direito do aluno mudar de sala de aula numa escola???

Anônimo disse...

Olá, sou aluna do Curso de Direito da Faculdade Módulo de Caraguatatuba/SP.

Nessa Faculdade, muitas vezes o Profr. de Direito Penal e Ética, era estúpido, grosso, e, não se podia fazer qualquer comentário, que ele tratava os alunos como se fossem incapazes, débil mentais, ou não tivessem discernimento do que estava falando.

Soltava piada do tipo, há eu não posso falar que a pessoa se veste mal, ou tem uma aparência que não é digna de um Advogado, agora veja nem sempre a pessoa tem dinheiro para está no salão toda semana, além das despesas do curso, como mensalidade, cartuchos de impressora, papeis e outras despesas, gasolina, etc.
Eu me preocupo em andar limpa, e pagar as custas do dia e mês a mês.
Um certo dia uma aluna passou uma lista para que todos os alunos assinassem para não assistir a aula de sexta-feira, fui contra falei que era coação, boicote e que por aluna de Direito ela devia saber que é uma conduta não aceita por qualquer escola, moral história todos os alunos faltaram, obedeceram direitinho à aluna, levei ao conhecimento do Profr. ele foi grosso e falou que tem muito tempo pela frente só eu e outra que não sabia do movimento, viemos à aula, e o mesmo não nos deixou assinar a lista de presença. Ao invés de punir ficou furioso pela minha atitude, ora se somos acadêmicos de Direito devemos ter responsabilidade, e não faltar e ainda incentivar os outros a cometer o mesmo erro.
Tem outra tal aluna colega da mesma que também passa de carteira em carteira pedindo para que ninguém vá a uma Palestra sobre Direito Eletrônico, e o pior todos alunos obedece, não vão mesmo. E agora como confiar nos futuros Advs. irresponsáveis.

Anônimo disse...

GENTE!!! Ainda sobre essa Faculdade de CARAGUATATUBA/SP.
Todos nós sabemos que os crimes muitas vezes não são investigados, mesmo sabendo-se quem são os autores ou os suspeitos, mas, esse tipo de comentário não pode ser feito, que na hora se é repreendido, não pode comentar nada, por que será?